segunda-feira, 21 de julho de 2008


2 comentários:

Anónimo disse...

A senhora que veio da mercearia e quase sem forças para segurar nos sacos lá se vai aguentando. “Parar é morrer” pensa ela e bem! Está espectacular!
Um abraço amigo
João Domingues

Júlia Moura Lopes disse...

espectacular!