quarta-feira, 17 de outubro de 2007

Actriz


5 comentários:

p_ disse...

obrigada pela foto, está magnífica. é muito bom voltar a lembrar este espectáculo. foi o primeiro bébé!
tal como a foto também o espectáculo tinha zonas de luz tão intensa que, se ilumina tudo à primeira vista não se aguenta muito tempo a olhar tamanha clareza, rapidamente se torna brutal. isto em contraste com buracos negros onde inevitávelmente temos de mergulhar depois da iluminação. como fechar os estores na manhã a seguir a uma noite a dançar debaixo dos holofotes.
beijinhos cheios de orgulho de figurar neste blog.
olhó passarinho

Ch disse...

Caro José Boldt;
Chamou-me a atenção a postagem efetuada pela minha amiga e poetisa Lívia Araújo, ilustrada com belíssimo trabalho fotográfico de sua autoria.
Assim, cheguei até aqui.
Quero dizer que muito me encantaram as suas fotografias, principalmente as com detalhes mais intensos de luz e sombra. Com a sua permissão, gostaria de linkar o Escrever com Luz lá no meu blog. Garanto-lhe que vai figurar entre os espaços que frequento e recomendo.
Um abraço do
carlos

livia soares disse...

OI, José!
Que linda foto!
Pena que não vi o espetáculo, eu gosto imensamente dos poemas de Sylvia Plath.
Um abraço.

GP disse...

As linhas da net trouxeram-me até aqui. Ainda bem. Adorei passear por estas fotografias magníficas.
Escreves com luz e com talento. Parabéns

Um abraço
Graça Pimentel

Amita Padma disse...

Os opostos de Sylvia.....flor com espinhos e sensibilidade de pele. ( ps: o atraso e a ausência serão redimidos . prometo.) bj